Close

Janeiro 6, 2016

Bibliotecas tem um único destino: virtualizarem-se

Jorge von Ziegler, chefe da Direção-Geral de Bibliotecas no México, acredita que a prioridade das bibliotecas da atualidade é digitalizar coleções e torná-las disponíveis para o público.

A era digital tem multiplicado as possibilidades e as tarefas das bibliotecas, que agora têm a virtualização como único destino para a conservação e para o acesso ao público, disse Jorge von Ziegler, chefe da Direção-Geral de Bibliotecas no México.

Durante sua participação no Segundo Simpósio de Pedagogia de Educação Era Digital, o diretor explicou que o surgimento das tecnologias digitais resultou na multiplicação exponencial dos tipos de documentos e uma fase de experimentação formatos e materiais.

As bibliotecas devem transferir as suas coleções analógicas que foram preservadas e salvaguardadas para o formato digital e permitir o acesso aos seus arquivos e coleções ao público, independentemente de seus espaços físicos.

O promotor cultural disse que a era digital marca um antes e um depois na forma de produzir documentos, ou seja, o assunto, conteúdo, conceito, informações, a materialização de uma mensagem e seu suporte.

“Há documentos textuais e não textuais. Textuais usam um sistema de linguagem e geralmente são encontrados no suporte de papel: livros, folhetos, jornais, manuscritos e revistas”, disse ele.

Já os não textuais, segundo ele, são o caso de filmes, gravações de som, documentos gráficos, mapas, desenhos ou materiais tridimensionais.

Jorge von Ziegler propõe uma classificação de bibliotecas e livros na era digital:

Biblioteca 1.0: tradicional, analógica, livros e revistas, serviços presenciais, mídia e algumas coleções físicas ou elementos não tecnológicos.

Biblioteca 2.0: já tem alguns serviços de automação, a presença do computador como ferramenta essencial, ligada à redes de informações e até mesmo uma home page com informações básicas.

Biblioteca 3.0: completamente digital com um ou outro componente físico, porém com predomínio de recursos digitais.

Em relação aos livros, Jorge von Ziegler, define:

Livro 1.0: texto que já existe em versão impressa e foi convertido para o formato digital.

Livro 2.0: texto publicado em formato de ebook que pode ser manipulado.

Livro 3.0: é uma revolução em formato digital que incorpora multimídia, são flexíveis, interativos e com diferentes níveis de leitura e apresentação da informação, com áudio e vídeo incluídos.

Fonte

Deixe uma resposta