Close

Fevereiro 10, 2015

A personalidade do Bibliotecário

Estava conversando com um amigo bibliotecário ontem sobre como os bibliotecários tem uma personalidade mais introvertida. Não é nenhuma regra, conheço bibliotecários super extrovertidos, mas não é tão comum. Já ouvi inclusive a expressão “sou bibliotecário de processamento técnico”, ou seja, o negócio é ficar na sala isolado e focado no trabalho técnico. Eu sempre fui mais desse tipo, depois trabalhei um tempo na referência e melhorei esse aspecto de timidez e tudo o que vem junto. Mas me identifiquei muito com o texto abaixo e aposto que muitos bibliotecários também vão se identificar. E voltando a conversa com meu amigo, a questão que ficou no ar foi: será que o fato de sermos bibliotecários interferiu ou mudou de alguma forma a nossa personalidade?

Convido todos para discutir o assunto nos comentários.

9 coisas que só pessoas tímidas entendem

Por Duda Renovatio – out 3, 2014

Se você é do tipo que fala pouco, deve saber muito bem como é difícil ter que falar alto na sala de aula ou como é a pressão de se destacar num grupo. Talvez já tenha sido tachado de submisso ou, pior, metido, mas você sabe qual é a verdade: você é um pouco tímido. E qual é o problema?

Os tímidos sabem que formam seus hábitos não apenas por serem arredios, mas porque abordam a vida com um padrão de pensamento diferente do padrão de seus colegas mais falastrões. E o traço de personalidade que os caracteriza não é de todo ruim: desde a capacidade de liderança até a atitude cheia de escrúpulos, a timidez tem seus benefícios.

n-SHY-large570

Embora ser tímido tenha suas vantagens, o rótulo da timidez ainda parece carregar uma conotação negativa em nossa sociedade. Por causa dele, há pequenas irritações e nuances que as pessoas reservadas enfrentam regularmente. Veja a seguir nove coisas que os tímidos conhecem em primeira mão.

Ficar pouco à vontade numa sala cheia de desconhecidos

6466-000199

Se você é tímido, estar no meio de um grupo de pessoas com as quais precisa ser sociável é provavelmente a última situação em que gostaria de estar. Mas, de acordo com Lynne Henderson, diretora do The Shyness Institute (Instituto da Timidez), de Berkeley, Califórnia, esse tipo de cenário pode representar uma ótima oportunidade para os indivíduos reservados encararem sua aversão social.

Para superar a hesitação, Henderson sugere que você se compare com outra pessoa e foque no que quer tirar da situação. “Pense nos atletas que ficam nervosos — eles simplesmente se concentram no que querem fazer”, diz. “Pergunte-se ‘o que eu realmente quero tirar desta interação?’ e tente fazer um esforço para conhecer só uma pessoa nova. Se você sabe que vai ficar tímido numa situação, mantenha objetivos específicos em mente. Com frequência os tímidos, quando se veem em ambientes onde ficam pouco à vontade, esquecem seus próprios pontos fortes.”

Ser ótimo ouvinte é natural para você

Quando uma pessoa é quieta, é observadora. Esse hábito muitas vezes faz com que os tímidos sejam ótimos ouvintes e, graças a isso, tratem seus amigos, colegas de trabalho e parceiros com mais consideração. “Só porque você é tímido, não quer dizer que você não entenda as situações sociais”, disse ao HuffPost Healthy Living o professor de psicologia C. Barr Taylor, da Universidade Stanford. “A timidez pode até virar uma fonte de força, já que você é o observador dentro daquele lugar.”

Sempre pensar antes de falar

Não é que os tímidos sempre fiquem em silêncio, diz Henderson, é só que elas tomam tempo para tomar consciência de seus pensamentos. As pessoas tímidas percebem imediatamente o que estão pensando (mesmo que seja algo autodestrutivo) e param para refletir sobre isso. Esse hábito pode ser positivo ou negativo, mas, diz Henderson, quando se pratica a atenção consciente, sempre é possível transformar esses pensamentos em alguma coisa construtiva. “Antigamente se pensava que apenas pessoas que têm pensamentos negativos a seu próprio respeito apresentam problemas clínicos, mas hoje, com tantas pesquisas sobre a atenção consciente, sabemos que todos nós temos pensamentos automáticos”, diz.

Esses pensamentos imediatos são a razão pela qual as pessoas tímidas pensam antes de falar, algo que às vezes pode ser visto de modo negativo. “Os tímidos podem achar irritante o fato de outras pessoas não reconhecerem esses pensamentos automáticos que todos temos sobre nós mesmos e sobre aquilo que nos cerca”, explica Henderson.

Como é irritante ser chamado de introvertido

o-INTROVERT-570Os dois termos com frequência são usados como sinônimos, mas as pessoas tímidas nem sempre são introvertidas — e as que não se enquadram nas duas categorias entendem a frustração de serem classificadas como tais. Henderson observa que existem extrovertidos tímidos, ou pessoas que desempenham bem socialmente mas podem ter pensamentos e sentimentos internos acanhados. Em um post na Psychology Today, o especialista em timidez Philip Zimbardo observa que muitos ícones de Hollywood podem ser extrovertidos tímidos e que a tendência deles de serem autocríticos ou refletirem sobre si mesmos nem sempre se manifesta publicamente.

Henderson sugere que, se você sente sua confiança indo embora, procure ser compassivo consigo mesmo. “Todos nós temos dificuldades com algumas coisas. Lembrando que isso é algo que todos temos em comum, você pode ser mais tolerante consigo mesmo”, ela diz. E recomenda práticas como a meditação da gentileza amorosa: “Ninguém é perfeito. Qualquer coisa [gentil] que você possa dizer a si mesmo ou a outros vai lembrá-lo que estamos todos juntos nessa.”

Se retrair diante das palavras “fale mais alto!”

Você já repassou essa cena na cabeça mil vezes: está fazendo uma apresentação na sala de aula quando alguém de uma das fileiras do fundo diz: “Ei, fale mais alto, por favor!”. É o pior pesadelo dos tímidos, por mais comum que seja. “A extroversão e a promoção própria são incentivadas em nossa cultura”, Henderson explica. “Se você não fica falando o tempo todo, ouvir ‘por que você não fala mais ou mais alto?’ pode ser irritante para uma pessoa tímida, porque ela geralmente pensa antes de falar.”

Henderson explica que, apesar do constrangimento sofrido, o jeito de falar pouco e baixo, típico de uma pessoa acanhada, possui seu mérito. O desejo de fazer silêncio inicialmente pode até ser útil, quer você queira comandar a atenção de uma sala inteira ou apenas falar com algumas poucas pessoas. “Criar um ambiente de silêncio pode ser uma vantagem real, especialmente quando você precisa exercer um papel de liderança”, diz a psicóloga. “Faz com que você consiga captar o ânimo reinante num ambiente e aprender a fazer uso dele.”

“Seja mais sociável” é algo que você não pode fazer facilmente (e nem quer, na realidade)

o-OUTGOING-570

Dizer a uma pessoa tímida que ela tem que simplesmente ser “mais sociável” não vai ajudar — na realidade, pode ter o efeito oposto. “Nem todas as pessoas são extrovertidas; esperar que todo o mundo seja sociável pode ser irritante para quem é tímido”, Henderson avisa.

Os tímidos que também são introvertidos talvez nem queiram ser sociáveis ou altamente ativos em ambientes muito sociais. Como explica a blogueira do HuffPost Kate Bartolotta em um post de 2013, às vezes esses indivíduos reservados precisam de um tempinho para ficar a sós.

“PASSEI ANOS ME SENTINDO CULPADA QUANDO QUERIA PASSAR TEMPO SOZINHA, EM VEZ DE FAZER COISAS COM AMIGOS. APRENDI A SUPERAR E MUITAS VEZES EU ME FORÇAVA A SER SOCIÁVEL, MESMO QUANDO ISSO ERA EXAUSTIVO PARA MIM. MUITAS PESSOAS FAZEM ISSO, JÁ QUE A EXTROVERSÃO TENDE A SER VALORIZADA EM NOSSA SOCIEDADE, ENQUANTO A INTROVERSÃO É VISTA COMO ‘TRAÇO DE PERSONALIDADE DE SEGUNDA CATEGORIA, ALGUMA COISA ENTRE UMA DECEPÇÃO E UMA PATOLOGIA’. NÃO É NADA DISSO. PARA NÓS, QUE SOMOS ASSIM POR NATUREZA, A INTROVERSÃO PODE SER NOSSA MAIOR QUALIDADE.

COMO MENCIONEI, SER INTROVERTIDA NÃO É A MESMA COISA QUE SER TÍMIDA (EMBORA TAMBÉM NÃO HAJA NADA DE ERRADO EM SER TÍMIDA). MUITOS TÍMIDOS TAMBÉM SÃO INTROVERTIDOS, MAS UMA COISA NÃO TEM MUITO A VER COM A OUTRA. A MELHOR EXPLICAÇÃO QUE JÁ ME DERAM (E QUE ME RENDEU UMA DAS MAIORES EPIFANIAS DA MINHA VIDA ADULTA) FOI QUE, ENQUANTO OS EXTROVERTIDOS SE ENERGIZAM QUANDO PASSAM TEMPO COM OUTRAS PESSOAS E CRIAM CONEXÕES COM ELAS, OS INTROVERTIDOS PRECISAM DE TEMPO VOLTADO PARA DENTRO DELES MESMOS PARA RECARREGAREM AS BATERIAS.”

Saber que você poderia ser um ótimo líder, mas ter que dar mais duro para provar que é verdade

Os indivíduos quietos muitas vezes têm que fazer o dobro do esforço para se destacaram, especialmente no trabalho. Mas, como Henderson nota, os tímidos tendem a dar os líderes mais excepcionais. “Eles realmente empoderam seus liderados”, ela explica. Na verdade, algumas das pessoas mais poderosas do mundo foram também consideradas tímidas. Políticos respeitadíssimos como Abraham Lincoln e ícones de Hollywood como Audrey Hepburn e Johnny Carson todos tinham personalidade mais reservada.

Preferir ficar nos bastidores a ser o centro das atenções
o-SPOTLIGHT-STAGE-570

Ter a atitude de alguém que fica à margem, apenas observando, muitas vezes é criticado, mas traz alguns benefícios, especialmente no trabalho. Henderson diz que as pessoas tímidas que conseguem controlar seu traço de personalidade muitas vezes conseguem usá-lo de maneiras que as tornam líderes mais conscientes. Essa tendência natural de afastar-se do centro do palco pode ajudar muitas empresas a alcançar suas metas. “As pessoas tímidas lideram a partir do segundo plano”, Henderson diz. “Lideram porque se importam com o projeto, não porque queiram ser o centro das atenções.”

Que todo o mundo pense que sua timidez é um problema (mas você sabe que não é)

Como qualquer outro traço de personalidade, a timidez tem seus prós e contras. O segredo está em aproveitar aquilo que faz você ser mais reservado e usá-lo a seu favor. “Uma coisa muito irritante é que todo o mundo pense que a timidez é um problema”, diz Henderson. “Os tímidos possuem uma sensibilidade real em relação às outras pessoas. Eles sabem o que é sentir-se nervoso. Por isso, quando eles próprios não estão na berlinda, podem ser muito bons em ajudar outras pessoas a ficarem à vontade.”

Em post na Psychology Today, Bernardo Carducci, diretor do Instituto de Pesquisas sobre a Timidez da Indiana University Southeast, argumenta que a timidez realmente possui algumas vantagens. Para ele, essa característica não é algo que precise ser superado, mas que deve ser abraçado. “Os tímidos de sucesso não mudam quem são”,ele escreve. “Mudam seu modo de pensar e suas ações. Não há nada de errado em ser tímido. Na verdade, hoje creio que nossa sociedade precisa não de menos timidez, mas de um pouco mais.”

 Via: The Huffington

Fonte

Deixe uma resposta