Close

março 26, 2015

Tomada de decisão e desenvolvimento de coleções

A tomada de decisão consiste basicamente na identificação do problema, na coleta e análise de informações sobre ele e na conversão dessas informações em ação. (BUCHANAN, O’CONNELL, 2006). Há uma busca contínua por novas ferramentas e novos modos de pensar para ajudar neste processo e, sob esta perspectiva, métodos quantitativos são instrumentos que devem ser considerados.

Tarapanoff, Miranda e Araújo Júnior (2004, p. 127) definem a tomada de decisão como “[… um] conjunto de atitudes que buscam a resolução de um problema específico (planejamento, organização, controle, estatística, etc)”. Percebe-se assim que a tomada de decisão é muito mais do que o momento final da escolha, é um processo complexo de reflexão, investigação e análise (TARAPANOFF, 2001).

Neste sentido, destaca-se que, no processo de desenvolvimento de coleções, a interpretação das análises quantitatvas das coleções é um instrumento auxiliar na tomada de decisão, que se relaciona com planejamento, seleção, revisão e desbastamento, sendo “[…] impraticável desenvolver uma coleção que reúna todos os itens publicados em qualquer área do conhecimento” (FIGUEIREDO; LIMA, 1998, p. 81, grifos dos autores).

Entre os métodos e as técnicas do processo decisório, Dias e Pires (2003, p. 27) incluem a Bibliometria “[…] que elabora indicadores de tendências, gráficos, figuras e mapas que sintetizarão as informações para a tomada de decisão”. A Bibliometria investiga o uso dos documentos, buscando padrões quantitativos para análise e, tal pesquisa pode servir como ferramenta auxiliar do planejamento.

A bibliometria oferece, a partir do estabelecimento de padrões quantitativos, modelos de comportamento, não só do conhecimento ou da literatura, mas também das necessidades informacionais centradas no usuário, acumulando dados que, devidamente agrupados, auxiliam o processo de tomada de decisão (TARAPANOFF; MIRANDA; ARAÚJO JÚNIOR, 2004, p. 97).

Visando monitorar o ambiente, a coleta e a análise de informações sobre um determinado problema, a Bibliometria representa uma ferramenta importante no momento de apoiar a tomada de decisão. Considera-se que a realização de um estudo bibliométrico por meio da análise das citações utilizadas na elaboração de teses acadêmicas constitui ferramenta importante para apoiar a tomada de decisão quanto ao desenvolvimento de coleções de bibliotecas universitárias, pois, a partir das inferências feitas, podem ser definidas diretrizes para apoiar este processo.

Estudos bibliométricos, quando aplicados da forma aqui proposta, são uma das atividades que buscam desenvolver e controlar o conhecimento dentro da biblioteca. Estes estudos fazem parte da etapa responsável pela análise do ambiente, tendo como meta principal oferecer informações confiáveis para apoiar o processo decisório.

Referência

MATTOS, Ana Maria; DIAS, Eduardo José Wense. Desenvolvimento de coleções em bibliotecas universitárias: uma abordagem quantitativa. Perspectivas em Ciência da Informação. Paraná, v.14, n.3, 2009.

Deixe uma resposta