Close

maio 20, 2015

Biblioteca infantil e classificação por cores

A classificação por cores do acervo da biblioteca infantil parece não ser uma preocupação prioritária na área de Biblioteconomia, visto não existirem muitos livros sobre o assunto. Mas não seria essa uma questão de suma importância para o auxílio ao desenvolvimento infantil?

A biblioteca infantil deve ter seus documentos minuciosamente selecionados e classificados de acordo com o interesse de seu público e que seja capaz de atraí-los, de satisfazê-los, mesmo às crianças que não chegaram ainda na fase da alfabetização. Por isso, a biblioteca precisa de uma classificação acessível a criança, além de ter um espaço agradável, divertido, bem colorido que chame a atenção das crianças.

A classificação é uma das mais importantes, por ser um instrumento de recuperação da informação de uma biblioteca. A classificação deve estar diretamente relacionada com as necessidades e expectativas dos usuários propiciando a eles maior facilidade para encontrarem o que desejam.

A biblioteca infantil é um ambiente que possui características próprias e sua comunicação visual merece atenção especial: a busca de um sistema de sinalização que utilize recurso de linguagem visual visa não só a estética, mas principalmente a facilidade de uso do seu ambiente, o que proporciona uma melhor interação entre o usuário e a informação.

Toda biblioteca necessita de organização, mesmo aquelas pequenas e de usuários mirins, pois para eles é necessário que a equipe da biblioteca use um sistema de sinalização que contemple códigos de fácil entendimento para as crianças. Para que as crianças entendam e consigam encontrar o material que desejam sugere-se que a classificação das áreas principais seja identificada por cores, e a literatura infantil além de cores diferentes seja identificada por figuras de animais.

Para facilitar o entendimento da organização da biblioteca para as crianças, é necessário que se empregue um método de utilização de cores diferentes para cada assunto. Pode-se ainda utilizar diversos tons da cor escolhida para representar um determinado grande assunto e para identificar as subdivisões de assunto. Esta indicação de cores deverá ser marcada no livro com uma tarja colorida colocada na lombada.

Por ser um dos principais elementos do código visual, a cor deve ser sempre bem destacada pra que possa chamar a atenção do usuário e deve ser tratada em conjunto com todo o espaço físico, mobiliário e equipamentos da biblioteca no sentido de buscar um melhor aspecto visual de todo o ambiente.

Código de cores é:

Um sistema de cores que reúne as obras através das cores convencionadas para representar o assunto e seus aspectos. Quando se utiliza a codificação em cores para armazenar as obras em seu local específico, deve-se levar em consideração a necessidade de ser estabelecida uma legenda que identifique a cor escolhida e o assunto e/ou obras codificadas junto as estantes.

A classificação por cores facilita o encontro da obra desejada, pois, as cores são uma das primeiras linguagens que a criança aprende quando pequena. Neste sentido fica mais fácil sua busca.

Sinalizar a biblioteca significa abrir um permanente canal de comunicação entre o usuário e os recursos e serviços que a mesma poderá lhe oferecer. Permite que aos poucos, o usuário se familiarize informalmente com a forma, através da qual estão ordenadas as coleções onde estão localizados os setores e/ou serviços da biblioteca.

A FEBAB recomenda que os livros poderão ser agrupados nas estantes, identificados até com uma etiqueta colorida como vem sendo feito por muitas bibliotecas, de modo que, a cada faixa de leitores, corresponda uma cor. Os autores sugerem que cada biblioteca poderá neste tipo de identificação, utilizar o sistema que julgar mais conveniente.

A biblioteca possui um grande volume de informações visuais, na maioria das vezes em forma desordenada, deixando o usuário confuso na busca da informação. Por isso a implantação de um sistema de classificação planejado especialmente para as crianças, irá facilitar o auto-serviço e diminuir a demanda de orientação, tornando-os independentes, além de oferecer segurança e bem-estar em ambiente agradável.

Assim, para que a classificação apresente qualidade é necessário que a biblioteca possua normas simplificadas de organização e funcionamento claramente definidas pelos profissionais e que sejam amplamente divulgadas na escola, para que os alunos possam buscar e encontrar suas informações sozinhos.

Para saber mais sobre a metodologia de classificação por cores clique AQUI.

Deixe uma resposta