Close

agosto 29, 2011

Bibliotecários e a computação em nuvem

Que é fundamental que os bibliotecários acompanhem a evolução da tecnologia, isso já sabemos! Mas o que você sabe sobre a computação em nuvem?

O Cloud Computing é uma realidade que tem ajudado vários profissionais de informação a complementarem a sua renda ou fazerem da nuvem o seu escritório. Segue uma boa matéria que o site Olhar Digial fez sobre o assunto:

Em apenas três anos, cloud computing (ou computação em nuvem) virou o termo mais repetido no mercado de TI (tecnologia da informação). Em parte, isso se deve a uma pressão dos fornecedores, que visualizam a possibilidade de aumentar suas receitas com a oferta de novos produtos e serviços. No entanto, o sucesso dessa modalidade também está relacionado à promessa que ela carrega, de revolucionar o uso dos recursos computacionais.

Para ajudar a entender como funciona e quais as possibilidades de cloud computing, o Olhar Digital preparou um especial, com cinco matérias sobre esse assunto e que abordam desde os conceitos da tecnologia na nuvem, até questões específicas, como o impacto no mercado de trabalho e os riscos e benefícios do modelo.

A seguir, veja os cinco tópicos tratados no Especial Cloud Computing:

1. O Conceito

Há diversas definições sobre o que significa cloud computing. Mas, de forma geral, todas elas convergem para o mesmo conceito: trata-se de um formato de computação no qual aplicativos, dados e recursos de TI são disponibilizados aos usuários como serviço, por meio da internet, e pagos de acordo com o uso. Para que isso aconteça, o modelo se baseia no compartilhamento da memória, da capacidade de armazenamento e de processamento de servidores.

Os serviços em cloud podem ser oferecidos por meio de nuvens privadas ou públicas, de acordo com a necessidade de cada usuário.

2. Riscos e Benefícios

Muito do sucesso da computação em nuvem está relacionado às promessas de benefícios que podem ser obtidos pelos usuários dessa modalidade, a partir da redução de custos, flexibilidade, agilidade, simplificação da gestão de TI e facilidade de acesso remoto.

Hospedar soluções em cloud, no entanto, traz uma série de riscos para os usuários, que devem ficar atentos a questões de segurança, privacidade de dados, confiabilidade do link de dados, falta de padronização, entre outros.

3. Modalidades de Serviços

O software como serviço representa a maneira mais popular de contratar serviços na nuvem. Neste modelo, em vez de adquirir licenças, os usuários pagam uma mensalidade para o provedor de serviço, que fornece a aplicação pela internet.

Além do software, no entanto, as empresas têm aderido a outras modalidades de cloud computing, como infraestrutura como serviço e plataforma como serviço.

4. Casos Práticos

A contratação de serviços em cloud computing é interessante em diversas situações. Mas mais populares delas são quando as organizações lidam com aumentos sazonais de demandas dos recursos de TI, precisam implementar projetos de forma rápida ou no caso de companhias iniciantes ou de pequeno porte, que não têm dinheiro e equipa para manter a estrutura tecnológica.

5. Impacto no Mercado de Trabalho

Existe a perspectiva de que a popularização da computação em nuvem vai afetar o mercado de trabalho em TI. O motivo para isso é que quanto mais empresas deixarem que recursos internos sejam processados e gerenciados por terceiros, menos elas ficarão dependentes de profissionais de tecnologia para resolver questões operacionais. Em contrapartida, precisarão de uma equipe que consiga traduzir as diversas demandas das áreas de negócio em soluções contratadas em cloud.

Fonte: Olhar Digital

Deixe uma resposta