Close

novembro 25, 2014

Você pode aprender qualquer coisa

O Mais Aprendizagem é uma ótima fonte de informação para aprender como aprender. Gostei muito desse texto, pois é aplicável em várias coisas como concursos públicos, vestibulares, disciplinas na universidade ou até nas aulas de capoeira.

O ser humano é capaz de aprender qualquer coisa!

Você sabia que você é capaz de aprender qualquer coisa? Todos somos! Não há limites para o nosso aprendizado, desde que queiramos absorver mais e mais conhecimento. Essa capacidade de compreender o que quisermos tem um nome, e falaremos mais abaixo.

Antes, queria ressaltar a comprovação da mesma. Você já reparou que músicos, por exemplo, conseguem aprender mais de um instrumento? Seria dom? Não! A verdade é que justamente eles desejam aprender, e tão logo aprendem.

O segredo está em lidar com os problemas, entende-los e desenvolver a autonomia cognitiva. Entenda!

O que é autonomia cognitiva?

Autonomia cognitiva é a capacidade de aprender com um mínimo de dependência de alguém externo. Isso permite aprender coisas novas sempre que acharmos necessário, ao invés de depender da disponibilidade de um professor, tutor ou curso.

Ao ter tal autonomia, fica fácil utilizar nossa cognição para crescer academicamente e desenvolver novas habilidades.

No entanto, alguns obstáculos sempre surgem. Todos eles são frutos de nosso consciente e subconsciente, que tentam nos sabotar. Chamamos de problemas, e os utilizamos para explicar o porquê não aprendemos o que desejamos.

Mas a verdade é que podemos, sim, criar sistemas que permitam fazer com que saiamos dessa inércia.

Como sistematizar os problemas?

Abaixo você descobrirá 3 maneiras de sistematizar os problemas, para, então, encontrar as soluções e poder iniciar o processo de aprendizado. Entenda como cada um deles funciona, e você se verá livre das amarras que te impediram de se tornar uma pessoa ainda mais realizada.

Causas

Entenda quais são as causas que te impossibilitam de avançar no que deseja. É muito comum que paremos nas primeiras explicações… “Não aprendo a dirigir, porque não tenho coordenação motora”.

Mas não é só isso. O que mais? Pressione-se para que você descubra outros obstáculos que te barram de continuar caminhando. Encontre um segundo, terceiro e vá avançando.

Consequências

Outro ponto fundamental é procurar entender as consequências da sua vida por você não aprender aquilo que deseja. Por exemplo, não dirigir te impossibilita de viajar de carro; dificulta a ida para lugares mais afastados; e assim por diante.

Como no primeiro caso, tente encontrar o maior número de consequências possíveis.

Conselhos

Por fim, a última dica é: quais conselhos você daria para um amigo, se ele estivesse na mesma situação que a sua? Pense bem, externalize essas ideias e utilize-as para si próprio. Vá a fundo; dê diversos conselhos, para encontrar muitas soluções.

Fonte